Geral


Fogo que destruiu 25 mil hectares no Pantanal começou em grandes fazendas, aponta investigação

O Pantanal registrou o maior número mensal de focos de incêndio desde o início da série histórica do Inpe
25/09/2020 O Sul

Os incêndios que devastaram 25 mil hectares do Pantanal começaram em quatro fazendas de grande porte em Corumbá (MS), segundo investigação da PF (Polícia Federal) iniciada em junho. A suspeita é de que produtores rurais tenham colocado fogo na vegetação para transformação em área de pastagem.

O Pantanal registrou o maior número mensal de focos de incêndio desde o início da série histórica do Inpe (Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais), em 1998. Desde o início de setembro, foram mais de 6 mil pontos de queimadas no bioma. Um decreto federal publicado em julho proibiu queimadas de qualquer tipo em todo o País por 120 dias.

Conforme a PF, havia gado em duas das quatro fazendas de Corumbá onde os focos teriam começado. As propriedades rurais são as seguintes: Califórnia (1.736 hectares), Campo Dania (3.061,67 hectares), São Miguel (33.833,32 hectares) e Bonsucesso (32.147,06 hectares).

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

super serrano

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

Nacional Utilidades noticiasangela noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS