Geral


Brasil tem mais de 153 mil mortes por coronavírus e 5,2 milhões de casos

No total, foram declaradas 404.758 novas infecções e 6.086 novos óbitos.
17/10/2020 O Sul

O Brasil chegou a 153.214 mortes em função da pandemia do novo coronavírus. Entre quinta (15) e esta sexta-feira foram registrados 754 óbitos. Os dados foram divulgados pelo Ministério da Saúde.

O número de casos acumulados atingiu 5.200.300. Os diagnósticos positivos acrescidos nesta nova atualização somaram 30.914. O sistema do Ministério da Saúde trazia 5.169.386 pessoas infectadas desde o início da pandemia. Na quinta-feira (15), a contabilidade das autoridades de saúde marcava 152.460 mortes por causa da covid-19. Ainda há 2.323 falecimentos em investigação.

Ainda há 427.526 casos em acompanhamento. De acordo com o Ministério da Saúde, outras 4.619.560 pessoas já se recuperaram da doença.

Os estados com mais mortes são São Paulo (37.870), Rio de Janeiro (19.654), Ceará (9.199), Pernambuco (8.469) e Minas Gerais (8.345). As Unidades da Federação com menos casos são Acre (679), Roraima (680), Amapá (730), Tocantins (1.035) e Mato Grosso do Sul (1.478). Roraima, que durante semanas permaneceu como estado com menos mortes, ultrapassou o Acre, que se tornou o estado com menos vidas perdidas pela pandemia.

Doria: “Em SP, vacina será obrigatória”

O governador de São Paulo, João Doria (PSDB), disse hoje que a vacinação contra a covid-19 será obrigatória em todo o estado se for aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária). Doria já vinha repetindo nas últimas semanas que achava correta a obrigatoriedade, mas ainda não tinha anunciado a medida. Segundo o governador, apenas pessoas com atestado médico serão liberadas de receber o imunizante.

Doria também voltou a atacar o presidente Jair Bolsonaro (sem partido), acusando-o de “politizar” a vacina. Os ataques vêm diante da ameaça da falta de acordo entre o governo paulista e o Ministério da Saúde para que a CoronaVac, vacina desenvolvida e testada pelo Instituto Butantan em parceria com o laboratório chinês Sinovac, possa ser distribuída em outros estados pelo SUS (Sistema Único de Saúde). A definição, segundo Doria, se dará em uma reunião na próxima quarta-feira (21).

A ideia do governo paulista é ter a CoronaVac aprovada pela Anvisa (Agência Nacional de Vigilância Sanitária) a tempo de começar a vacinação de profissionais da saúde já em dezembro no estado. Os testes devem ser finalizados neste final de semana e os resultados serão entregues à agência na segunda-feira (19).

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

super serrano

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

angela noticias Nacional Utilidades noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS