Dupla Grenal


Grêmio goleia Aragua na terceira rodada da Copa Sul-Americana e segue líder do grupo

Com o resultado, o Grêmio aplicou a maior goleada da história da Arena
07/05/2021 O Sul

O Grêmio enfrentou o Aragua na noite desta quinta-feira (6), em partida válida pela 5ª rodada da Copa Sul-Americana. Jogando na Arena e invicto na competição, o Tricolor venceu a equipe venezuelana pelo placar de 8 a 0, com gols assinalados por Luiz Fernando (2x), Diego Souza, Ferreira (2x), um contra, Maicon e Diego Churín. Esta foi a maior goleada aplicada pelos gremistas em times da Venezuela, além de ser o maior resultado alcançado na Arena.

O próximo compromisso do tricolor será no domingo (9), às 16h, diante do Caxias, pela semifinal do Campeonato Gaúcho.

Primeiro tempo

O Grêmio iniciou a partida impondo o seu ritmo, tanto que logo aos 2 minutos abriu o marcador. Após uma saída errada da defesa adversária, Luiz Fernando invadiu a área pela direita e chutou cruzado no canto direito da meta, abrindo a contagem.

Mas os adversários também responderam com perigo. Aos 6 minutos, Duche fez um lançamento para García, que chutou cruzado – a bola raspou na trave e saiu.

Pressionando no ataque, os gremistas criaram outra chance. Ferreira acionou Darlan quase na pequena área – o volante finalizou, mas a bola explodiu no goleiro, com 13’ jogados. Depois de uma sequência de jogadas perigosas no ataque, o Grêmio chegou ao segundo gol. Rafinha fez um cruzamento no segundo poste, Diego Souza dominou no peito, Ferreira tentou ajeitar a sobra e Darlan na sequência, até a bola cair para Luiz Fernando, que chutou forte para o fundo das redes, aos 17’.

Não demorou para sair o terceiro gol na Arena. Após Luiz Fernando sofrer um pênalti, Diego Souza converteu e assinalou aos 20’. No minuto seguinte, o Grêmio faz o quarto. Ferreira recebeu um passe na esquerda, invadiu a área e chutou cruzado.

Aos 23’,  teve mais uma chegada ao ataque. No lance, Darlan abriu para Ferreira na esquerda, que cruzou na área. Luiz Fernando recebeu e devolveu para o atacante quase em cima da linha. O camisa 11 emplacou mais um gol.

Aos 27 minutos, o Grêmio chegou novamente com Luiz Fernando que fez um cruzamento e Arquímedes Hernández mandou contra, ao tentar cortar o lance de carrinho.

O Aragua tentou descontar passados 35 minutos, quando um dos atacantes chutou de fora da área, mas Brenno defendeu no meio do gol.

Outra tentativa gremista, desta vez saiu dos pés de Maicon, que fez um lançamento no segundo poste, mas a defesa cortou de cabeça pela linha de fundo, aos 40’.

Na reta final, Arace fez uma jogada individual pela esquerda e cruzou na área. Juan García finalizou, mas mandou por sobre a meta, sem nenhum perigo.

Segundo tempo

Logo nos minutos iniciais, Darlan colocou a bola para Diogo Barbosa na área, que finalizou de primeira, mas mandou pra fora. Em resposta, o Aragua chegou com Duche, que aproveitou uma saída errada de bola e chutou, por sobre a meta.

Aos 4’, após a zaga cortar de cabeça, Gui Azevedo pegou a sobra, dominou no peito e chutou. Yustiz fez a defesa.

Dois minutos depois, dentro da pequena área, Juan García desviou um cruzamento para o gol, mas o lance não valeu, por impedimento do jogador.

O Grêmio tentou mais uma vez no ataque, agora com Diego Churín pela meia esquerda. O centroavante foi a linha de fundo, mas ao cruzar, o goleiro venezuelano segurou. Em seguida, Darlan recebeu de Maicon e chutou de fora da área. Mais uma vez o arqueiro adversário segurou, com 15 minutos de bola rolando.

Rafinha invadia a área e ao chutar, o defensor do Aragua acabou caindo e colocando o braço na bola – a arbitragem assinalou pênalti, assinalando o sétimo gol gremista, aos 18 minutos.

Com 24’, o técnico Tiago Nunes fez mais uma alteração: Thiago Santos saiu para dar lugar a Pedro Lucas.

Depois disso, da esquerda Luiz Fernando rolou para Diogo Barbosa na ponta da grande área. O lateral fez um cruzamento para Diego Churín, que mandou de cabeça para o fundo do gol. A bola bateu na trave superior e morreu no fundo das redes. Grêmio 8 a 0, com 31’ da etapa complementar.

O Aragua chegou a completar para as redes com uma finalização de Daniel Febles, mas o lance já estava parado pela infração, impedimento

A última modificação foi providenciada. Luiz Fernando saiu para a entrada de Ricardinho, aos 37’.

Na reta final, Diego Churín tentou ainda partir para o ataque, mas a defesa acabou conseguindo segurar o centroavante. Pedro Lucas também chegou a levar perigo, mas carimbou o zagueiro.

Ficha técnica

Grêmio

Brenno; Vanderson, Geromel (Paulo Miranda), Ruan e Diogo Barbosa; Darlan, Thiago Santos (Pedro Lucas), Maicon, Luiz Fernando (Ricardinho) e Ferreira (Guilherme Azevedo); Diego Souza (Diego Churín).

Técnico: Tiago Nunes.

Aragua

Y. Yustiz; Jose Yeguez (Zapata); Arquímedes Hernández, Andrés Hernández (Daniel Febles) e Róger Manrique; Farreras, Rafael Arace (Guerrero), José Torres (Arias), Pedro Alvarez (Calderón), Duche; Juan Reyes.

Técnico: Enrique Garcia.

Arbitragem

Guillermo Guerrero, auxiliado por Christian Lescano e Juan Aguiar (trio equatoriano).

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

nacional gas telefone 2

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS