Polícia


Servidor público é preso por cultivar plantas de maconha em Porto Alegre

Durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, foram encontradas diversas plantas de maconha geneticamente modificadas
28/05/2021 O Sul

A Polícia Civil prendeu, na tarde de quinta-feira (27), durante uma operação de combate ao tráfico de drogas em Porto Alegre, um servidor público que cultivava plantas de maconha na sua residência.

Segundo informações divulgadas nesta sexta (28), a prisão ocorreu após diversas denúncias. Conforme a polícia, a casa do homem localiza-se atrás da Cadeia Pública de Porto Alegre, o antigo Presídio Central.

Durante o cumprimento de um mandado de busca e apreensão, foram encontradas diversas plantas de maconha geneticamente modificadas, que produzem a droga conhecida como “camarão”, porções do entorpecente já secas prontas para uso, três potes contendo sementes para o plantio e telefones celulares.

O homem, de 41 anos, afirmou que estava cultivando a maconha há aproximadamente um ano para uso medicinal. O indivíduo, que não possuía antecedentes criminais, é servidor da Secretaria de Gestão, Governança e Planejamento do Rio Grande do Sul há quase 20 anos.

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

nacional gas telefone 2

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS