Agricultura


Área de tabaco diminui na região

Conforme o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, a recomendação pela diminuição ou estabilização da área de uso para o plantio de tabaco se dá por um fenômeno mundial que está impactando diretamente a cultura tabagista na região
19/08/2021 Portal Arauto

Uma situação que aos poucos se consolida como tendência, a diminuição da área de cultivo do tabaco no Vale do Rio Pardo é realidade verificada ao longo da última década, seguindo a recomendação da Associação dos Fumicultores do Brasil (Afubra). Nos municípios da região, são quase 14 mil hectares a menos em 10 anos. O que não representa, no entanto, menor produtividade, pois o produtor tem zelado pela qualidade ao utilizar tecnologia e manejos adequados para a fumicultura.

Conforme o presidente da Afubra, Benício Albano Werner, a recomendação pela diminuição ou estabilização da área de uso para o plantio de tabaco se dá por um fenômeno mundial que está impactando diretamente a cultura tabagista na região. “A diminuição no consumo de cigarros em nível mundial faz com que precisamos ajustar a oferta à demanda necessária”, ressalta o presidente. 

No entanto, mesmo com a diminuição do consumo de cigarros tradicionais e ascensão dos cigarros eletrônicos, Werner acredita ser possível que se tenha uma continuidade na cultura do tabaco por algum tempo. “Não temos dúvida alguma de que a cadeia produtiva do tabaco tem, sim, mercado para continuidade. O que preocupa é a diminuição no consumo do cigarro tradicional que, no futuro, vai começar a dar lugar a outros produtos de consumo de tabaco aquecido e que utilizam menos tabaco que o cigarro tradicional”, destaca.

Estabilização e qualidade

Morador de Linha Alta, interior de Vera Cruz, o agricultor Arcênio Hoff, de 53 anos,  afirma que nos últimos anos optou por não aumentar e nem diminuir a área de plantio. Conforme o fumicultor, na sua propriedade, o carro-chefe sempre foi o tabaco. “Na questão de renda, sempre tínhamos a fumicultura como principal atividade.  Atualmente, utilizo 15 mil pés por hectare, então como tenho 10 hectares, estou com 150 mil pés nas lavouras, nas quais 40 mil pés contam com um sistema de irrigação próprio”, salienta Hoff, que afirma já estar planejando a partir dos próximos anos uma diminuição da área de cultivo. “Pretendo daqui a um ou dois anos começar a diminuir a quantidade de pés plantados em razão da idade. No entanto, vou continuar buscando sempre melhorar para garantir qualidade do meu fumo”, conclui. 

Nova redução

Segundo Werner, ainda não se tem uma estimativa para a próxima safra. No entanto, existe a tendência para que uma nova diminuição ocorra. “Há indicativos de redução na área do tabaco de cerca de 10%, em média, no Sul do Brasil”, reforça.

De acordo com um levantamento da Afubra, Santa Cruz do Sul tinha cerca de 7.424 hectares de tabaco utilizados na safra de 2011/12. Na última safra, a área utilizada foi de 5.375 hectares. Em Vera Cruz, no início da última década, o município contabilizava 4.439 hectares, número que reduziu para 3.075 hectares na última safra. Já Vale do Sol, que sempre se notabilizou por ser um município forte na cultura tabagista, tinha em 2011/12, cerca de  6.351 hectares sendo utilizados para plantio. Na última safra, esse número também reduziu para 5.283 hectares. No levantamento, ainda é possível observar (veja o box ao lado) a redução de área levando em consideração todos os municípios que integram a Associação dos Municípios do Vale do Rio Pardo (Amvarp).

Conforme Werner, mesmo com a diminuição na produção de tabaco na região, a evolução da tecnologia no campo possibilitou uma maior qualidade da planta nos últimos anos. “É o resultado do comprometimento dos envolvidos na cadeia produtiva, utilizando as tecnologias (sementes, tratos culturais, novas estufas e equipamentos e outros) para o aumento de produtividade e, cada vez mais, na busca da melhor qualidade para o mercado, tanto interno quanto externo”, conclui.


Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

nacional gas telefone 2

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS