Polícia


Homem é condenado a 58 anos de prisão por assassinar família de Carazinho

Márcia Cristina Johan, Roberto Terres e a filha dos dois, Maria Elizabete Johan.
29/10/2021 O Sul

O Tribunal do Júri da Comarca de Tapera, reunido nesta quinta-feira (28), considerou culpado Flávio Diefenthaeler Martins pelos crimes de homicídio contra três pessoas de uma mesma família, pela tentativa de homicídio de uma quarta vítima que os acompanhava, e ocultação de cadáver (3 vezes), fatos ocorridos em 2017, no município de Colorado.


Com o veredito, a pena total aplicada pela juíza Luana Schneider é de 58 anos de reclusão, em regime inicial fechado, sendo 56 anos pelos crimes contra a vida e mais dois anos pela ocultação dos cadáveres.


A magistrada determinou que o réu não poderá recorrer em liberdade, e seguirá preso, condição em que respondeu a todo o processo. A sessão do júri ocorreu na Câmara de Vereadores de Tapera, iniciada pela manhã e encerrada por volta das 19h da noite de ontem.


Foram vítimas fatais, mortas a tiros e sob emboscada, o casal Roberto Carlos Terres e Márcia Cristina Johann Althaus, e a filha deles, Maria Elisabeth, de 15 anos, moradores de Carazinho, no Norte do Estado.



Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

nacional gas telefone 2

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS