Política


Projeto que protege a aviação agrícola no Rio Grande do Sul é protocolado na Assembleia Legislativa

O projeto de lei declara a Aviação Agrícola como atividade de Relevante Interesse Social, Público e Econômico no Estado do Rio Grande do Sul
10/10/2023 Donfa News

Em resposta à recente decisão do Supremo Tribunal Federal, que transferiu para os estados a competência para legislar sobre o uso da aviação agrícola em seus territórios, uma mobilização liderada pelo deputado Marcus Vinícius de Almeida (PP) busca trazer segurança jurídica ao setor e evitar que projetos semelhantes ao aprovado no Ceará, que proíbem a pulverização aérea, ganhem espaço no parlamento gaúcho.


Um ato solene na sala da Comissão de Agricultura da Assembleia Legislativa marcou o protocolo do PL 442/23, de autoria do deputado Marcus Vinícius e subscrito por outros 24 parlamentares, sendo a iniciativa conjunta com o maior número de adesões nesta legislatura. O projeto de lei declara a Aviação Agrícola como atividade de Relevante Interesse Social, Público e Econômico no Estado do Rio Grande do Sul. O texto assegura ainda que "o exercício e emprego da aviação agrícola é livre, autorizado e garantido em todo o território do Estado do Rio Grande do Sul, observadas as normas legais e regulatórias pertinentes."


De acordo com o proponente, "É um PL antídoto. Não é só uma atividade importante. É uma atividade indispensável, lícita, regular e que entrega muitos resultados", ressalta Marcus Vinícius. O deputado explica que o alto número de adesões de assinaturas traz robustez ao texto. "Simboliza o interesse desta casa em proteger o agronegócio, a produtividade, o abastecimento e a segurança alimentar no estado e no país. Precisamos pacificar o tema. Sem a aviação a agricultura de precisão, a produtividade e o abastecimento alimentar ficam em risco", defende.


No ato, o presidente da Federarroz, Alexandre Velho, destacou o apoio da entidade ao projeto e comprometeu-se a articular para sua aprovação. "Trata-se de segurança alimentar. O arroz não pode abrir mão da aviação agrícola. Estamos em um contexto de produção em larga escala. É uma aviação profissionalizada, os cuidados ambientais são cumpridos. Fico feliz em ver a iniciativa desta casa, que traz segurança jurídica e alimentar", afirmou.


O projeto, agora, segue para avaliação na Comissão de Constituição e Justiça (CCJ).

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

Closet da Bruh

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

dj arAline Rosiak

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS