Geral


Proliferação de algas altera cor da água na Lagoa dos Patos e deixa veranistas em alerta

Municípios de São Lourenço do Sul, Camaquã, Arambaré e Tapes registraram alteração na coloração da lagoa
13/01/2020 GaúchaZH

Banhistas da Lagoa dos Patos foram surpreendidos com a alteração na cor da água na região da Costa Doce ao longo dos últimos dias. A lagoa apresenta forte coloração verde em São Lourenço do Sul, Camaquã, Arambaré e Tapes.

De acordo com o professor do Instituto de Pesquisas Hidráulicas da Universidade Federal do Rio Grande do Sul (UFRGS) Dieter Wartchow, a combinação entre alta temperatura e transparência da água é um ambiente propício para que as algas possam se proliferar rapidamente.

– A alteração da cor da água é causada pelo grande volume de algas que estão na superfície fazendo a fotossíntese (processo realizado pelas plantas para obtenção de energia) – afirma Wartchow.

O professor também alerta que, quando essas algas completam seus ciclos de vida, elas morrem e apodrecem rapidamente, causando também um forte cheiro.

Conforme a prefeitura de Arambaré, como ainda não foram feitos testes na água, a orientação é evitar o contato com a lagoa.

– Uma pessoa com imunidade mais baixa pode apresentar vômito e diarreia, – explica a bióloga Cleonice Costa, diretora de Meio Ambiente do município.

Segundo Wartchow, no entanto, a principal reação no contato com as algas são fortes coceiras na pele. A prefeitura de Tapes mantém a mesma orientação da vizinha Arambaré, por não poder garantir a segurança do banho.

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

super serrano

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

angela noticias Nacional Utilidades noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS