Dupla Grenal


Gre-Nal será o primeiro grande teste do Grêmio na temporada

Tricolor ainda não conseguiu emplacar duas atuações convincentes no Gauchão
13/02/2020 Correio do Povo

Diferentemente do rival, o Grêmio ainda não passou por um teste mais forte na temporada. A avaliação do desempenho do time de Renato Portaluppi vem sendo feita apenas contra adversários de reconhecida inferioridade técnica. Mas o cenário vai mudar neste sábado. O clássico contra o Inter, no Beira-Rio, irá impor dificuldades não encontradas até aqui no Campeonato Gaúcho. 

O retorno dos selecionáveis, os problemas de lesões e a falta de ritmo de alguns jogadores fazem com que Renato mantenha algumas dúvidas na equipe. O mistério faz parte de jogos decisivos, ainda mais sendo um clássico valendo vaga na final do primeiro turno. O fato de ter uma semana inteira de treinamentos pode ser considerado uma vantagem. Há erros a serem corrigidos no sentido de atenuar a instabilidade da equipe, que não conseguiu emplacar duas atuações convincentes. A atitude certamente será outra na comparação com a derrota para o Aimoré. 

Kannemann, mais uma vez, foi desfalque no treinamento dessa quarta-feira no CT Luiz Carvalho, ao menos na parte aberta à imprensa. Indício de que a zaga com Paulo Miranda e David Braz deverá ter sequência. A novidade foi a presença do lateral-esquerdo Caio Henrique, que trabalhou pela primeira vez com os novos companheiros de clube. “Eu já sei que aqui não se perde clássico”, disse. 

O aproveitamento dele desde o início do Gre-Nal é improvável. Cortez, por enquanto, é o titular. “O Cortez é um vitorioso dentro do Grêmio, referência para mim na posição. Ele é um jogador com mais características de marcação, eu sou mais ofensivo”, avalia Caio Henrique.

“O Gre-Nal é um dos clássicos mais charmosos do Brasil. Trata-se de uma semifinal, representa muito para nós e para o torcedor. Talvez seja muito mais importante ganhar do Inter do que qualquer outro clube”, acrescentou. A contratação do lateral foi, de longe, a que exigiu o maior esforço dos dirigentes. Havia muitos clubes interessados. “Eu tinha outras possibilidades, mas pesou o projeto do clube. O Grêmio está sempre disputando os títulos. É uma equipe que gosta de ficar com a bola, isso favorece minhas características”, encerrou. 

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

angela noticias zettyNacional Utilidades noticiasbender noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS