Geral


Itália tem primeira redução de pacientes em UTIs por coronavírus

Total de doentes de Covid-19 em UTIs nos hospitais voltou a se situar abaixo de 4.000
04/04/2020 Correio do Povo

O número de pacientes em unidades de terapia intensiva (UTIs) diminuiu pela primeira vez, na Itália, desde a explosão da pandemia do coronavírus há mais de um mês - anunciou a Proteção Civil neste sábado (4). De acordo com o chefe da entidade, Angelo Borrelli, o total de doentes de Covid-19 em UTIs nos hospitais italianos voltou a se situar abaixo de 4.000 (3.994, contra 4.068 da véspera).

"É uma notícia importante, porque permite aos nossos hospitais respirarem. É a primeira vez que este número cai desde que administramos esta crise", explicou.

A queda foi detectada em particular na Lombardia (norte), a região mais afetada, onde os hospitais estão lotados, com 1.326 pessoas em CTIs, ou seja, 50 a menos do que na véspera.

Segundo o balanço diário divulgado pelas autoridades, 681 pessoas morreram por causa da Covid-19 nas últimas 24 horas, um recuo de 10% na comparação com o dia anterior. Esse número de mortes "está em diminuição constante. Quero lembrar que (em 27 de março) alcançamos um teto, com cerca de 1.000 mortos", destacou Borrelli

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

super serrano

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

Nacional Utilidades noticiasangela noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS