Saúde e Bem Estar


Em meio à pandemia do novo coronavírus, casos de dengue ultrapassam a 500 mil

Centro-Oeste é a região com maior incidência de casos (606,7 casos/100 mil habitantes)
24/04/2020 AgroLink

A existência de uma pandemia e o aumento acelerados dos casos de dengue é uma situação preocupante para o Brasil. Lembrando que um colapso no sistema de saúde pode causar uma tragédia. A dengue é uma doença febril grave causada por um arbovírus, que são os vírus transmitidos por mosquitos. O transmissor (vetor) da dengue é o mosquito Aedes aegypti, que precisa de água parada para se proliferar. O risco de gravidade e morte aumenta quando a pessoa tem alguma doença crônica, como diabetes e hipertensão, especialmente as que não estiverem bem compensadas de suas doenças.

A informação sobre os casos registrados este ano foi divulgada no boletim epidemiológico do Ministério da Saúde, com informações até o dia 4 de abril.

O boletim mostra que até a décima semana do ano o ritmo de crescimento de casos foi superior ao observado em 2019, sem explicitar quantos, e afirma que depois houve uma diminuição nas últimas quatro semanas, mas reconhece que a queda registrada pode ser em razão da subnotificação, uma vez que os dados ainda estão em processo de atualização.

O Ministério da Saúde não fez uma comparação entre os dados deste ano e do ano passado. mas  boletim da 12ª semana de 2019, registrava 273.193 diagnósticos da dengue e 80 óbitos. Comparado com esses números o aumento dos casos este ano chega a 129% e o número de mortes é 226% maior.

O Centro-Oeste é a região com maior incidência de casos (606,7 casos/100 mil habitantes), seguida das regiões Sul (589,9 casos/100 mil habitantes), Sudeste (226,9 casos/100 mil habitantes), Norte (76,6 casos/ 00 mil habitantes) e Nordeste (61,4 casos/100 mil habitantes). Neste cenário, destacam-se os estados do Acre, São Paulo, Paraná, Mato Grosso do Sul, Mato Grosso, Distrito Federal e Goiás com incidências acima de 300 casos por 100 mil habitantes.

Na última semana, a Prefeitura de Belo Horizonte e a mineradora Vale firmaram um termo de compromisso que viabilizará o uso de drones para combater a proliferação, na capital, do Aedes Aegypti, mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. O início da ação, que deve durar 12 meses, está previsto para maio.

A operação será fiscalizada e coordenada pela Secretaria Municipal de Saúde de Belo Horizonte, que utilizará o sistema de monitoramento via drones para localizar os focos e repassar as localizações para a Vigilância Epidemiológica. Em seguida o larvicida será acoplado ao drone e lançado no local identificado.

O produto não contamina o meio ambiente, é recomendado pelo Ministério da Saúde e já é utilizado pela Secretaria Municipal de Saúde do município para controle de criadouros de dengue.

A Aviação Agrícola também manifestou disposição para conter a epidemia. dados oficiais por solicitação de pilotos profissionais, empresas e o Sindag, que a muitos anos seguem buscando o caminho correto e legal para disponibilizar a frotas de equipamentos aéreos para aplicação onde a saúde e o bom senso recomendar. 

De acordo com a Norma Técnica 75/2007 do Ministério da Saúde, que permite a pulverização de inseticidas em áreas urbanas com aviões em situações específicas como no caso de grandes surtos das doenças. Especialistas ouvidos pelo Portal Agrolink, entendem que a Lei 13.301 de junho de 2016 autoriza as aplicações aéreas de inseticidas em áreas urbanas mediante aprovação do Ministério da Saúde. Em 2019, o Supremo Tribunal Federal considerou legal a pesquisa para o uso de aviões no combate a mosquitos, desde que haja permissão das autoridades sanitárias e ambientais.

Ainda ouvimos o Sindicato Nacional das Empresas de Aviação Agrícola (Sindag), que em sua contribuição à sociedade, concentrando mais de 2.000 pilotos agricolas profissionais está em busca de concluir testes científicos sobre alternativas previstas em lei de voos para conter epidemias em áreas urbanas.

Deixar um comentário

MAIS NOTÍCIAS

FACEBOOK

NEWSLETTER

Informe seu e-mail e fique por dentro das nossas novidades!

Nacional Utilidades noticias

PREVISÃO TEMPO

HORÓSCOPO

COTAÇÃO AGRÍCOLA

INSTAGRAM

PODCASTS